Sábado, 10 de Março de 2007

A certeza da caminhada

por Antonio Francisco
Lucas 9.51-56

Introdução. A falta de convicção parece-me ser uma das maiores marcas de nossa sociedade. As pessoas não sabem bem o que querem. Por isso mudam de profissão, de universidade, de casamento, de endereço, de igreja, e de quase tudo. Vivemos a era do discartável.

1. Conheça o tempo de Deus para sua vida. O tempo de Jesus ir para o céu estava se aproximando (Lc 9.51). Há um tempo de Deus para nós. A Bíblia diz que "para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu" (Ec 3.1). Precisamos conhecer o tempo de Deus para cada etapa de nossa vida. Nisto consiste a maturidade cristã. As coisas que vêm do Espírito de Deus são discernidas espiritualmente, e a pessoa espiritual discerne todas as coisas, tanto o bem quanto o mal, porque tem a mente de Cristo (1 Co 2.14-16; Hb 5.13-14).

2. Resolva fazer a vontade de Deus. Quando chegou o tempo de sua morte, "Jesus partiu resolutamente em direção a Jerusalém" (Lc 9.51). Literalmente, firmou o rosto para ir para Jerusalém. Ele decidiu fazer a vontade de Deus (Hb 10.7). Jesus não morreu como vítima ou como inválido. Ele deu espontaneamente sua vida por nós (Jo 10.14-18). Nós devemos querer fazer a vontade de Deus e seguir a Jesus (Lc 9.23). A vontade de Deus é sempre boa para nós, mas nossa natureza pecaminosa nunca quer submeter-se a ela. Precisamos decidir, antes que sentir, fazer a vontade de Deus conforme nos revela a Bíblia.

3. Procure aliados. Indo para Jerusalém, Jesus enviou pessoas à sua frente para fazerem os preparativos para sua hospedagem (Lc 9.52). Acho interessante o fato de Jesus se cercar de pessoas que o auxiliassem. Mesmo sendo Deus e Homem perfeito, ele contou com aliados. Como isso nos ensina a evitar a auto-suficiência de querer dispensar ajuda quando poderíamos avançar bem mais em equipe do que sozinhos. É um absurdo andar sozinho (Ec 4.7-8). Quem assim procede mostra um espírito egoísta e evidencia insensatez (Pv 18.1).

4. Esteja preparado para as contrariedades. Ao procurarem hospedagem para Jesus, os discípulos entraram num povoado samaritano (inimigos históricos dos judeus). O povo dali não o recebeu. Alguns discípulos ficaram tão indignados com aquela recepção que pediram permissão a Jesus para orarem pedindo fogo do céu que destruisse aquela gente (Lc. 9.53-54). Como em tantas outras situações, Jesus enfrentou muitas oposições, mas sempre soube como agir. As circunstâncias são como um colchão. Se ficarmos sobre ele estamos bem, mas se ele ficar sobre nós, ficamos sufocados. Devemos ser capazes de administrar as contrariedades e não ser dominados por elas.

5. Mantenha o foco no alvo. Jesus repreendeu os discípulos que propuseram algo bem contrário à natureza de sua missão, pois ele veio para salvar as pessoas e não destrui-las. Sairam dali e foram adiante (Lc 9.55-56). Jesus tinha certeza de sua caminhada. Ele não perdeu o foco. Está escrito que "ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus" (Hb 12.2). Uma vez descoberto o rumo da caminhada que Deus traçou para cada um de nós, não podemos perder o foco no alvo, nos deixando destrair por nada.

Conclusão. Deus planejou uma caminhada para cada um de nós. Devemos discernir o tempo de Deus para cada passo dessa jornada, preferindo sempre a vontade de Deus por todo o percurso, buscando parceria de pessoas que nos ajudem, sabendo que nem tudo serão flores pelo caminho, mas não perdendo o alvo por nada que queira nos distrair. Para avançar, precisamos ter certeza na caminhada e conhecer o destino de para onde vamos.

publicado por Antonio Francisco às 15:47
link do post | comentar | favorito
|

.Meu blog principal

Achologia

.Pesquisar neste blog

.Links

.Tags

. luta(2)

. aliados(1)

. alvo(1)

. batalha(1)

. conquista(1)

. contrariedades(1)

. corrida(1)

. crescimento(1)

. cristã(1)

. edificação(1)

. entusiasmo(1)

. eternidade(1)

. (1)

. foco(1)

. herança(1)

. igreja(1)

. impedimento(1)

. josué(1)

. maturidade(1)

. morte(1)

. todas as tags

.Arquivos

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

Counter

Fev de 2007
blogs SAPO